Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

Pedro Seromenho: escritor | poeta | ilustrador | contador de histórias

13.12.20

Na próxima terça feira, 15 de dezembro, vamos receber a visita de Pedro Seromenho no formato de sessão digital - online para os alunos do Jardim de Infância e 1.º Ciclo do Ensino Básico.

Pedro Seromenho.jpg

Como diz Pedro Seromenho, no seu facebook, "Os tempos mudaram e, para me adaptar às novas circunstâncias cósmicas, ganhei poderes mutantes de teletransporte. Assim, na próxima semana, visitarei Figueiró dos Vinhos, Castanheira de Pêra e Pedrógão Grande, sem sair de casa."

Nas obras de Pedro Seromenho é possível ver e ouvir/ler histórias sobre ervilhas esquecidas no chão da cozinha, conhecer e perceber as regras de trânsito em “Porque é que os animais não conduzem?”, viajar até ao fundo do mar, experimentar as gravatas do pai pois um menino tem pressa em crescer, uma história de amor e paixão entre personagens de papel e cartão, mas também recordar as férias em casa dos avôs, crescer e confirmar que o avô é um super-herói ou descobrir o que se passa com o coração/corpo humano e ir ao Circo e conhecer o Palhaço Avaria e tantas outras aventuras.

Para quem não o conhece, numa estrevista à "Casa do João" n.º 2 (pode ver aqui) é referido "De nacionalidade portuguesa, nasceu sob a constelação de gémeos em 1975, na cidade de Harare, Zimbabué. Com dois anos de idade fixou-se em Tavira e mais tarde em Braga, onde atualmente reside. Apesar de ser licenciado em Economia, Pedro Seromenho dedica-se inteiramente ao universo da literatura infantojuvenil e desde 2010 que faz parte do júri do Prémio Matilde Rosa Araújo. Entre várias obras publicadas, 900 - História de um rei e Porque é que os animais não conduzem? são dois dos seus títulos que fazem parte do Plano Nacional de Leitura. Em 2011 resolveu fundar a editora Paleta de Letras e, em 2013, tornou-se o patrono da “Biblioteca Pedro Seromenho” no Agrupamento de Escolas de Santa Maria em Tomar. Em 2015, e ainda sem pressa de crescer, o autor publicou o livro As gravatas do meu pai e tornou-se o patrono da Biblioteca do Centro Escolar de Lamaçães em Braga. No dia 12 de novembro de 2016 o autor comemorou dez anos de carreira literária com o lançamento da sua décima segunda obra infantojuvenil: A cidade que queria viver no campo." Estavamos de 2017 e, depois disso, são inúmeros os novos lançamentos, mas como diz, "tenta colocar poesia em tudo o que faz."

No âmbito do Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas Terras de Monsalude, aprovado no mês de novembro pelos diversos parceiros, ficaram contempladas estas sessões nos 3 concelhos. Vamos, assim, dar corpo ao Plano de Atividades ainda antes do final do 1.º período escolar.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.