Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

Dia Internacional da Memória - Vídeo dos alunos do 9.º Ano

08.02.21

ensino_do_holocausto_0.png

Dia Internacional da Memória

O Dia Internacional da Memória é lembrado a 27 de janeiro. Foi designado pela resolução 60/7 da Assembleia Geral das Nações Unidas de 1 de novembro de 2005, durante a 42ª reunião plenária. A data de 27 de janeiro foi escolhida para recordar o Shoá (palavra hebraica que significa “catástrofe”, “destruição) não é por acaso: refere-se a um episódio específico ocorrido durante a Segunda Guerra Mundial, que mudou a história para sempre.

Há setenta e seis anos, as forças aliadas libertaram o campo de concentração nazi de Auschwitz. Puseram fim ao crime mais hediondo da história europeia, o extermínio planeado de seis milhões de pessoas. Homens, mulheres e crianças de origem judaica, opositores políticos, prisioneiros de guerra, Polacos, Russos, Sérvios, minorias étnicas, homossexuais, pessoas com malformações e deficiências, etc, além dos denominados “associais” e dos negros, foram perseguidos e assassinados.

É importante parar para recordar, raciocinar e refletir sobre o que significou o extermínio sistemático.

Para evitar que uma tragédia como a do Holocausto se repita, não basta somente lembrar: é preciso também compreender.

Nos últimos tempos, assistimos cada vez mais a episódios de antissemitismo, ódio e intolerância em todo o mundo, agora mais do que nunca o recordo assume uma importância fundamental, um dever. É justamente a memória do que foi a loucura do crime nazista e da imensa dor e sofrimento que ela causou. Por isso, a nossa atenção em prevalecer os valores da liberdade e da igualdade dos povos.

Para evitar a repetição de catástrofes semelhantes, é mais do que nunca necessário combater, na mesma medida, tanto o fenômeno da crueldade humana, quando ela ocorre, quanto a indiferença, que é uma das mais graves fraquezas humanas.

Os alunos do 9.º Ano de Escolaridade do Agrupamento efetuaram uma recolha de imagens sobre o holocausto nazi e desta forma foi possível produzir o video para assinalar este Dia Internacional da Memória.

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.