Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

30
Set15

"Un sacré mariage" (Um casamento dos diabos)

Equipa BE

"Un sacré mariage" (Um casamento dos diabos) é uma curta-metragem de animação em 2D, que recebeu vários prémios e menções honrosas no Canadá, realizada em 2013 por Francis Papillon e Gregory Verreault. A história é sobre a cerimónia de um casamento, em tudo vulgar, até a freira responsável pela música se ter enganado no disco vinil que pôs a tocar... 

 

 

 

28
Set15

Como não errar (tanto) no que (não) mudou com o Acordo Ortográfico

Equipa BE

Como não errar (tanto) no que (não) mudou

com o Acordo Ortográfico

 

b264cf869533887aa69b1aab263cc199

 

 

Numa época como a nossa, em que existem bons recursos eletrónicos para apoio do uso culto da língua, causa sempre perplexidade a deteção recorrente de velhos erros nos textos jornalísticos. A respeito da ortografia, então, menos se entende a ocorrência, nos media portugueses, de formas como "corrução" ou "abruta", produtos da desatenção e da hipergeneralização, depressa corrigíveis com uma simples pesquisa na Internet, onde se mostra que corrupção e abrupta são palavras cuja grafia não mudou com o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (AO), plenamente em vigor desde 13 de maio p. p.

 

No intuito de ajudar quem não pode ser presa fácil da distração ou da fantasia neste capítulo, indiquemos vários instrumentos de consulta capazes de dar informação segura e disponíveis gratuitamente, via internet.

 

Assim, entre os vocabulários ortográficos eletrónicos, contam-se:

 

♦ o Vocabulário Ortográfico do Português (VOC),

♦ do ILTEC; o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa 

♦ da Porto Editora;

♦ o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras.

♦ No Portal da Língua Portuguesa, encontramos, além do VOC, o conversor Lince e um importante conjunto de recursos e ferramentas, do qual se salienta o Vocabulário de Mudança, que enumera todas as palavras que mudaram, em Portugal como no Brasil.*

 

Em Portugal, várias são as entidades públicas e privadas que disponibilizam guias ortográficos:

 

♦ a Assembleia da República e o Ministério da Educação e da Ciência (este desde 2011) têm tais documentos;

♦ a Universidade do Minho tem um guia; 

♦ e, como não poderia deixar de ser, o Diário da República Eletrónico possui uma utilíssima "Síntese alfabética da nova grafia".

♦ Na própria Wikipédia se acha uma "Lista das alterações previstas pelo acordo ortográfico"...

 

Finalmente, sobre as alterações introduzidas no Brasil pelo AO, podemos socorrer-nos, por exemplo, das páginas dos Dicionários Michaelis, da revista Nova Escola, do Dicionário Web e do sítio Velhos Amigos.

 

Ou seja: como no resto (dos recorrentes erros que nada têm que ver com o AO), só não acerta quem não está mesmo para isso...

 

Nota: * O Vocabulário de Mudança compreende várias secções, a saber: Palavras alteradas em Portugal; Palavras alteradas no Brasil; Palavras afetadas pelo AO; Novas formas flexionadas; Apresentação detalhada; O que muda com o AO; Critérios de aplicação do AO; Texto completo do AO. Sobre casos de dupla grafia, leia-se esta resposta do Ciberdúvidas; e, acerca de duplas grafias já existentes antes do atual AO, que decorrem de aspetos morfológicos e fónicos, consulte-se o sítio Língua à Portuguesa

 

In Ciberdúvidas da Língua Portuguesa

 

27
Set15

Superlua mais eclipse lunar. Este "2 em 1" só se repete daqui a 20 anos

Equipa BE

 Superlua mais eclipse lunar.

Este "2 em 1" só se repete daqui a 20 anos

 

Na madrugada de 28 de setembro será possível observar uma superlua e um eclipse lunar. Os fenómenos vão juntar-se num só, situação que não se vai repetir nos próximos 20 anos.

 

17652993

 Durante o eclipse lunar total, a lua ficará avermelhada.

 

 

Prepara a máquina fotográfica. É que vem aí outra superlua, mas esta é especial. Se não fixaste os olhos no céu das últimas vezes em que ela apareceu – e o ano passado foram várias -, não deixes escapar a oportunidade desta vez. É que este superlua será acompanhada por um eclipse, e pode ficar tudo na mesma fotografia: parece-te bem? Então está pronto, porque este fenómeno já não acontece há 30 anos e não se vai repetir nos próximos 20.

 

O fenómeno ocorrerá na madrugada de 28 de setembro na Europa, África e Ásia Central (e na noite de 27 de setembro na América e nas Caraíbas), como conta o HuffingtonPost.

 

No caso de Portugal, se quiseres observar o fenómeno vais ter de ficar acordado até muito tarde: o auge do eclipse, que coincide também com o momento exato da lua cheia, será às 03h47, como se pode ver nesta imagem divulgada pelo Observatório Astronómico de Lisboa:

 

eclipse_exp_novo

 

(...)

As superluas acontecem praticamente todos os anos e, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa, ocorrem quando a lua está a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu (ponto da órbita da lua que fica mais perto da Terra). Como nota o Observatório, “os instantes de lua cheia [de 2015] não coincidirão exatamente com os instantes do perigeu, mas estarão muito próximos”. Ora a superlua de 28 de setembro será precisamente a mais favorável para observar, pois “os instantes do perigeu e da lua cheia estão apenas desfasados de 66 minutos”.

 

Sempre que o céu nos brinda com uma superlua ela pode surgir com um diâmetro em 14% superior ao normal (...).

 

Eclipse total da lua

 

 

"Com o horizonte da lua em primeiro plano, a Terra passa à frente do Sol, revelando um anel vermelho de auroras e crepúsculos ao longo dos limites do planeta", explica a NASA

 

Se a lua entra num espaço de total sombra atrás da Terra, ela deveria ficar escura e não vermelha, certo? Não. Acontece que o nosso planeta tem cerca de 10 quilómetros de atmosfera ao seu redor. Nessa área estão todos os gases que nos protegem e tornam o ambiente terrestre favorável para nossa sobrevivência. Esses mesmos gases, inclusive os poluentes, são os responsáveis pela lua ficar vermelha durante o eclipse lunar.

 

— É o mesmo efeito que acontece no pôr do sol, que deixa o sol avermelhado para quem observa daqui. A luz solar, ao passar por dentro da nossa atmosfera, sofre um efeito de espalhamento. Enquanto as outras cores sofrem um espalhamento maior, o raio de luz de cor vermelha será aquele que se irá espalhar menos e entrará no espaço de sombra projetado pela Terra, iluminando a lua — explica Antônio Kanaan, astrofísico e professor da UFSC.

 

 

17652972

 A luz vermelha dispersa-se menos e ilumina a lua, daí a cor avermelhada desta.

 

In Observador, Diário Catarinense TSF

Imagens: NASA

 

26
Set15

Dia Europeu Das Línguas

Equipa BE

27

 

 

O Dia Europeu das Línguas comemora-se a 26 de setembro.

 

O objetivo deste dia é celebrar a diversidade de línguas na Europa e procurar atingir a compreensão intercultural no velho continente. Conhecer outras línguas traz benefícios para a vida profissional e pessoal, sendo este dia um incentivo à aprendizagem de línguas estrangeiras.

 

Desde 2001 que se celebra o Dia Europeu das Línguas, uma iniciativa do Conselho da Europa, em todos os 47 países membros desta entidade. Aulas de línguas, sorteios de cursos de línguas, exibições de filmes, concertos, oficinas, exposições, espetáculos de dança, programas de rádio especiais, encontros, conferências, são algumas das atividades realizadas neste dia, com maior incidência em embaixadas, universidades, institutos de línguas e institutos culturais.

  

Em Portugal as atividades são coordenadas pela EUNIC Portugal e pela Representação da Comissão Europeia em Portugal, sob o patrocínio da Comissão Europeia.

 

In Calendarr.Portugal

 

26
Set15

Karima Bennoune: O lado do terrorismo que não constitui notícia

Equipa BE

O lado do terrorismo que não constitui notícia

 

 

Na palestra dada na Conferência TEDxExeter, em 2014, Karima Bennoune* conta quatro poderosas histórias de pessoas reais que lutam contra o fundamentalismo nas suas comunidades — recusando-se a permitir que a fé que amam se torne numa arma para o crime, ataques e assassínios. Estas histórias pessoais humanizam uma das lutas pelos direitos humanos mais ignorada do mundo.

 

 

 

 

NB:* Professora de Direito Internacional na Universidade da Califórnia. Autora do livro "Your 'Fatwa' does not apply here" ("A vossa fátua não se aplica aqui").

 

 

Pág. 1/4