Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

31
Mai15

"A Mensagem dos Pulmões"

Equipa BE

"A Mensagem dos Pulmões"

 

Message from the lungs 1-thumb-380x210-183319

 

 

Agência governamental tailandesa lançou campanha de sensibilização inovadora, que levou a um aumento do número de pessoas a tentar deixar de fumar

 

Alcatrão extraído de pulmões doados por fumadores, que posteriormente se transforma numa tinta preta foi a forma encontrada pela Fundação Tailandesa de Promoção de Saúde juntamente com a Faculdade de Medicina da Universidade de Chulalongkorn e com a agência de publicidade BBDO para ajudar as pessoas a deixarem de fumar. 

 pulmoes

   «Extraímos com sucesso a substância negra dos pulmões doados pelos fumadores que foi transformada em tinta. Depois metemos a tinta num frasco e distribuímo-la em espaços públicos para as pessoas, especialmente as potenciais e atuais fumadoras, verem de que forma o tabagismo pode prejudicar os pulmões e o corpo e também convencê-los a deixar de fumar."

 

A campanha "The Message from the Lungs" ("A Mensagem dos Pulmões") é acompanhada por um vídeo de sensibilização que pretende chocar e agir de forma determinante contra o vício do tabaco. 

 

LUNGS

 

O mesmo vídeo explica que, na Tailândia, 9% dos fumadores quer deixar o vício, mas que a maioria não tem hipótese de o fazer visto que o corpo não os avisa até ser tarde de mais.

 

De acordo com o vídeo, a "Mensagem dos Pulmões" espalhou-se e foi ouvida em todo o país, com reportagens na televisão e na imprensa, com mais de 100 mil partilhas nas redes sociais, levando muitos fumadores a decidirem deixar de fumar. O número de participantes no programa de cessação tabágica da Thai Health Promotion Foundation teve um aumento de 500% em comparação com o ano anterior.

 

Um sucesso que a Tailândia quer que se espalhe por todo o mundo, com o lançamento do vídeo em inglês.

  

"A mensagem dos pulmões":

 

 

 

 In TVI24.iol.pt

 

30
Mai15

Manuel Cargaleiro

Equipa BE

Manuel Cargaleiro

 

600

 

O artista plástico Manuel Cargaleiro, de 88 anos, recebeu, em Lisboa, o Prémio Obra de Vida do projeto SOS Azulejo, dedicado à salvaguarda e valorização do património azulejar português e coordenado pelo Museu da Polícia Judiciária.

 

5

 

A cerimónia de entrega dos prémios anuais do SOS Azulejo decorreu no Palácio dos Marqueses de Fronteira, em S. Domingos de Benfica, tendo sido distinguidas cerca de 15 personalidades e entidades em diferentes categorias.

 

Pintor e ceramista português, Manuel Cargaleiro é oriundo da Beira Baixa, do concelho de Vila Velha de Ródão (distrito de Castelo Branco) onde nasceu em 1927, e viveu desde criança na margem Sul do Tejo, nos concelhos de Almada e Seixal.

 

Inscreveu-se na Faculdade de Ciências de Lisboa e chegou a trabalhar num banco, mas frequentava as aulas livres da Academia de Belas-Artes e o atelier de olaria de José Trindade.

 

Em 1949 participou no I Salão de Cerâmica do SNI, vindo a receber o Prémio Nacional de Cerâmica em 1954, quando foi convidado para lecionar na Escola António Arroio.

 

cargaleiro_manuel-et_ceci_est_ma_définition-OMfe5300-10989_20100317_228_135

 "Et ceci est ma définition", óleo sobre tela, 1975

 

Como bolseiro do Governo italiano, estuda cerâmica em Faenza, Roma e Florença. Estagia mais tarde na Fábrica de Faiança de Gien, em França, com o patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

20130403151524_OO218X5I1347I913K16S

Painel de azulejos

 

500x500

 

Parte para Paris, vindo a expor igualmente em Tóquio, Turim, Milão, Rio de Janeiro, Lourenço Marques, Luanda, etc. Na sua pintura pode distinguir-se um sentido ornamental e decorativo, a opção pela bidimensionalidade e a negação da profundidade, de tal maneira que o trabalho da tela se confunde com o dos azulejos, na repetição dos quadriláteros, nos azuis, na necessidade de um enquadramento.

 

transferir (1)

"Après la tempête", óleo sobre tela, 1976

 

4597270_1248_1_

 Óleo sobre tela, 2000

 

Em 1957 fixou residência em Paris onde está representado em permanência na Galeria Albert Loeb mas a partir do último quartel do século XX passou a trabalhar quer em França quer em Lisboa e Monte da Caparica.

 

manuel-cargaleiro_2

Serigrafia , 2009

 

A 31 de Janeiro de 1990 criou em Lisboa a Fundação Manuel Cargaleiro à qual doou um vasto conjunto das suas obras e a colecção constituída por objectos de várias temáticas. Possui um atelier na Fábrica Viúva Lamego, em Sintra, e, a partir de 1999, em Vietri sul Mare (província de Salerno, Itália) onde, em 2004, foi inaugurado o Museo Artistico Industriale Manuel Cargaleiro (Museu Artístico Industrial Manuel Cargaleiro) instalado no Palazzo dei Duchi Carosino.

 

museo artistico industriale cargaleiro

 

Cargaleiro-Museum

Óleo sobre tela, 1979

 

 A sua obra dispersa-se pela cerâmica, pintura, gravura, guache, tapeçaria e desenho, tendo executado painéis cerâmicos para o Jardim Municipal de Almada, fachada da Igreja de Moscavide (1956), fachada do Instituto Franco-Português de Lisboa (1983), estação do Metro de Champs Elysées-Clémenceau, de Paris (1995), painel para a escola com o seu nome no Seixal (1998), estação de serviço de Óbidos na auto-estrada do Atlântico (2000), fonte do Jardim Público de Castelo Branco (2004) e estação de metro de LisboaColégio Militar/Luz (Metro de Lisboa).

 

072

 Óleo sobre tela, 1966

 

H1118-L13588224

 "Composição", óleo sobre tela, 1970

 

 

DSC01746

 "Les jardins lyriques de Lisbonne", tapeçaria, Portalegre, 1980

 

 

DSC04157

 Estação de Metro do Colégio Militar, Lisboa

 

Nos seus azulejos, impera a espontaneidade da pincelada. Assume-os como obra de arte, datada e assinada. A obra de Cargaleiro representa a extroversão, a luminosidade, o otimismo e a sensualidade do carácter mediterrânico.

 

cargaleiro4

 

O Museu Cargaleiro é um equipamento cultural municipal, tutelado pela Câmara Municipal de Castelo Branco, cujo objetivo central é a divulgação, estudo e conservação das peças que integram o acervo da Coleção de Arte da Fundação Manuel Cargaleiro. Um objetivo que se traduz na promoção e organização de exposições de carácter temporário ou temporário de longa duração.

 

 

Museu Cargaleiro

 

 

 

 

Constituído por dois edifícios contíguos - o Solar dos Cavaleiros, um palacete construído no séc. XVIII, e um edifício contemporâneo - o Museu Cargaleiro situa-se no coração da Zona Histórica da cidade, nas imediações da Praça de Camões, popularmente conhecida como Praça Velha. O Museu Cargaleiro complementa a sua oferta com um conjunto de serviços, com destaque para o Serviço Educativo, Biblioteca de Arte/Centro Documental e Loja, para além de um pequeno anfiteatro ao ar livre, com condições para acolher as mais diversas atividades e espetáculos.

 

 

manuel_cargaleiro_cidade_dos_mastros_e_caravelas_triptico

"A cidade dos mastros e das caravelas", tapeçaria de Portalegre

 

 

Vai ter outro museu dedicado à sua obra na Quinta da Fidalga no Seixal - Museu Cargaleiro.

 

 

In Observador, Wikipédia Infopédia
NB: Texto editado pela Equipa BE.

 

29
Mai15

O Dia Nacional do Alfaiate na BE

Equipa BE

O Dia Nacional do Alfaiate na BE

 

 

 

IMG_1999

 

 

Para assinalar o Dia Nacional do Alfaiate, tivemos, na nossa Biblioteca Escolar, um senhor que, durante muitos anos, exerceu essa profissão (em vias de extinção), o Sr. Aníbal Pedroso. Acompanhou-o a sua esposa, companheira de sempre, nomeadamente, no ofício.

 

O Sr. Aníbal vive em Castanheira de Pera desde 1958 e sempre levou uma vida dura, desenvolvendo um trabalho muito moroso, minucioso e pouco recompensador em termos económicos, após ter tirado um curso (desta arte de alfaiataria) em Lisboa.

 

Neste encontro, além de ter proporcionado uma conversa amena e agradável com os alunos e os adultos presentes, nomeadamente, respondendo a várias questões que lhe foram colocadas, relacionadas com a sua vida e atividade, exibiu e elucidou um pouco sobre o uso de determinados instrumentos de trabalho, como a particular tesoura de corte e o antigo e pesadíssimo ferro de engomar a carvão.

 

IMG_2005

 

A terminar, procedeu a uma exemplificação de como tirar medidas para a confeção de um fato de homem, levando à reflexão de que a matemática está, em tudo, presente na nossa vida.

 

IMG_2004

 

  

Pág. 1/14