Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

BE Castanheira de Pera

Biblioteca Escolar do Agrupamento de Escolas Dr. Bissaya Barreto - Castanheira de Pera

23
Abr17

Dia Mundial do Livro

Equipa BE

O Dia Mundial do Livro é comemorado, desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril. Este ano associa-se aos 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal.

Em 2017, e porque se comemoram os 150 Anos da Abolição da Pena de Morte em Portugal, a Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas quis relacionar o Dia Mundial do Livro com esta efeméride, incitando à leitura e celebrando o livro como um hino à vida .

O cartaz, um cartoon com conceção e design da ilustradora e cartoonista Cristina Sampaio, pretende mostrar simbolicamente que o livro e a leitura são fatores fundamentais para o crescimento económico, político, social e cultural, e que se encontram na base da cidadania plena.

 

Cartaz-Dia-Mundial-do-Livro_web

(fonte: ver aqui ) 

04
Abr17

Vamos Crescer com o Livro!

Equipa BE

Ler para crescer[10]

"Na minha primeira infância, gostava de construir casas com pequenas peças e toda a espécie de brinquedos. Usava muitas vezes um livro ilustrado a fazer de telhado. Nos meus sonhos, entrava na casa, deitava-me na cama feita com uma caixa de fósforos e olhava para cima, para as nuvens ou para as estrelas do céu. A escolha dependia da ilustração que preferia na altura.

Por intuição, segui as regras de vida das crianças que procuram criar um ambiente seguro e confortável à sua volta. E o livro infantil ajudou-me muito a atingir este objetivo.

Depois cresci, aprendi a ler, e o livro, na minha imaginação, começou a assemelhar-se mais a uma borboleta, ou mesmo a um pássaro, do que ao

telhado de uma casa. As páginas do livro pareciam asas que batiam. Era como se o livro, deitado no peitoril, quisesse sair pela janela aberta em direção ao desconhecido. Segurava-o com as mãos e começava a lê-lo, e o livro ia ficando cada vez mais calmo. Então eu próprio voava para outras terras e novos mundos, alargando o espaço da minha imaginação.

Que alegria ter na mão um novo livro! De início, nunca sabemos sobre o que é que ele fala. Resistimos à tentação de saltar para a última página. E como o livro cheira bem! É impossível distribuirmos o seu cheiro pelos vários elementos que o compõem: tinta, cola... não, é impossível. Existe um cheiro particular no livro, um cheiro único e excitante. As folhas encontram-se coladas, como se o livro não tivesse ainda acordado. E ele só acorda quando começamos a lê-lo.

Continuamos a crescer, e o mundo à nossa volta torna-se mais complicado. Enfrentamos questões a que nem os adultos sabem responder. No entanto, é importante partilhar dúvidas e segredos com alguém. E aí o livro volta a ajudar- nos. Muitos de nós terão um dia pensado: este livro fala sobre mim! E a personagem favorita parece ser igual a nós. Tem problemas semelhantes, e resolve-os com dignidade. E há outra personagem que não é igual a ti, mas tu gostarias de seguir o seu exemplo, de ser tão corajoso e desembaraçado quanto ela.

Quando há rapazes e raparigas que dizem “Não gosto de ler!”, isso faz-me rir. Não acredito neles. Comem gelados, jogam jogos e veem filmes interessantes. Dito de outro modo, gostam de se divertir! É que a leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um

prazer.

É sobretudo com essa missão que os autores de livros para a infância escrevem os seus livros."

Sergey Makhotin

(tradução de Ma Carlos Loureiro a partir da versão inglesa de Yana Shvedova)

 

 

03
Abr17

Dia Internacional do Livro Infantil

Equipa BE

Ontem comemorou-se o Dia Internacional do Livro Infantil.

Surgido na década de 1950, em honra do escritor Hans Christian Andersen, o Dia Internacional do Livro Infantil foi criado como forma de reconhecer o trabalho dos autores na área do livro infantil.

Este ano cumprem-se 50 anos da celebração do Dia Internacional do Livro Infantil, uma iniciativa do Conselho Internacional sobre Literatura para os Jovens (IBBY), para a promoção do livro e da leitura, que coincide com o dia de aniversário do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.

Nasceu em Odessa a 02 de abril de 1805 e morreu em Copenhaga, a 04 de agosto de 1875. É considerado um dos mais importantes escritores de livros para a infância e juventude, com adaptações de histórias da tradição oral e criação de textos inéditos, que incorporam temas universais e intemporais.

 

eeojhpcaicplkegm

 Em Portugal, o cartaz alusivo à data é assinado pelo ilustrador João Fazenda, distinguido em 2016 com o Prémio Nacional de Ilustração.

 

"A leitura não serve apenas para desenvolver sentimentos e personalidades, ela é, acima de tudo, um prazer", afirma o escritor russo Sergey Makhotin. 

29
Mar17

Algumas atividades já realizadas na Semana da Leitura

Equipa BE

No âmbito da comemoração da Semana da Leitura, informamos que já se desenvolveram as seguintes atividades:

- Montagem da exposição: átrio e BE - Ilustrações de Paulo Silva para o livro "Crescer com Histórias" da autora Maria João Torres. Esta mesma autora virá apresentar, pessoalmente, o livro no dia 28 de abril, sexta-feira, no âmbito das atividades "Hoje temos a visita ... "

 

Print

 

 - Apresentação e dinamização da história "Lenda dos Ovos de Páscoa" aos alunos da Pré-escola (duas sessões) pela Assistente Operacional da BE, Isabel Salgueiro. Sessões muito participadas pelos alunos que ajudaram a contar a história, "lendo" as imagens apresentadas. Receberam um pintainho com um ovo de Páscoa dentro e pintaram um Coelhinho com os Ovos de Páscoa. Alguns trabalhos já se encontram afixados no corredor de acesso à BE.

 

pintainhos_ovos de Páscoa

 

- Como previsto, já começaram as sementeiras da campanha "Sementes de Saber". Com cada livro requisitado, os alunos recebem um pequeno saquinho com sementes de Erva Gateira; Poejo; Cidreira ... Esta sementeira ficará na BE para os alunos verem e acompanharem a evolução.

 

Sementeira _ Cidreira - Sementes do Saber

 

- No intervalo de almoço, já esteve a decorre a visualização de um filme (O Hobbit - Uma viagem inesperada) no âmbito de "Os filmes que antes foram livros.", com DVD e livros existentes na BE. Hoje e amanhã, vão decorrer sessões de "Guia do Utilizador da BE" para o 4.º ano (finalistas do 1.º Ciclo) e "Conhecer o Livro" para o 3-º ano. Cada sessão é seguida de leitura recreativa em voz alta.

Segue igualmente a informação de que já está agendada a Ação de Formação do Pordata Kids para o 5.º e 6.º ano, dia 26 de abril, nos últimos dois tempos do período da manhã, conforme acordo com o formador da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

22
Mar17

Resultados do concurso: “Miúdos a votos: Qual é o livro mais fixe?”

Equipa BE

Decorreu, no passado dia 17 de março, o concurso “Miúdos a Votos: quais os livros mais fixes?”, uma iniciativa inédita da VISÃO Júnior e da Rede de Bibliotecas Escolares, com o apoio do Plano Nacional de Leitura.

mw-680

 Na categoria do 1.º ciclo, saíram vencedores os seguintes livros:

- com 7 votos, o livro n.º 12 - O Elefante Cor-de-Rosa, de Luísa Dacosta;

- com 6 votos, ficaram o livro n.º 11 e 24 respetivamente, O Diário de um Banana: Um Dia de Cão (Vol. 4) de Jeff Kinney e O Principezinho de Antoine de Saint-Exupéry;

 

Quanto ao 2.º ciclo, os vencedores foram:

- com 8 votos o livro n.º 13, O Estranhão (Vol. 1), de Álvaro Magalhães;

- com 4 votos o livro n.º 1, A Árvore, de Sophia de Mello Breyner Andresen;

- com 3 votos o livro n.º 28, O Rapaz de Bronze, de Sophia de Mello Breyner Andresen.

 

Relativamente ao 3.º ciclo, os livros mais votados foram:

- com 12 votos o livro n.º 5, Avozinha Gangster, de David Walliams;

- com 9 votos o livro n.º 6, O Cavaleiro da Dinamarca, de Sophia de Mello Breyner Andresen;

- com 7 votos os livros 11, O Diário de Anne Frank, de Anne Frank e o n.º 12, O Diário de um Banana (Vol. 1), de Jeff Kinney.


Em termos de votação, no 1.º ciclo votaram 73 alunos, no 2.º ciclo 36 alunos e no 3.º ciclo os votos contados foram 54.

Vamos aguardar agora pelo apuramento nacional e perceber quais os livros mais fixes escolhidos pelos alunos nos diferentes ciclos de ensino.